kombi conversível - original volkswagen!

POR HELDER SOBRÊDA
AGOSTO 2021
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil

         amigos do KOMBI CLUBE do BRASIL, vamos falar hoje sobre uma Kombi muito exclusiva: uma Kombi Conversível, e original Volkswagen!!! Pois é, como iríamos imaginar que a Volkswagen, FABRICARIA uma Kombi sem o teto, sem colunas, sem os vidros laterais e traseiros e somente com o para-brisa na parte superior da carroceria?

         A explicação para isso é que a Volkswagen, para atender aos visitantes de suas fábricas ao redor do mundo, dispunha de Kombis Conversíveis, para que estes pudessem fazer o tour nas suas instalações de maneira confortável e com plena visão de todos os processos realizados nas plantas da montadora. Kombis assim foram feitas também para as fábricas na Alemanha e no México.

         Mas aqui, vamos falar da Kombi Conversível Made In Brazil, que foram duas unidades, unidade 1 e a unidade 2. A unidade 1, está guardada no Acervo da Volkswagen em São Bernardo do Campo, e a unidade 2 É ESTA QUE MOSTRAREMOS AQUI NESTA matéria.

         a história desta kombi fora dos domínios da fábrica anchieta da vW, começa Em 2001. a VW decidiu se desfazer da Kombi Conversível 2, e a colocou à venda. Um comerciante da Moóca arrematou o veículo, que seria usada para transporte de areia (!), mas ao ver o carro pessoalmente, constatou que a Kombi era praticamente zero km e tão diferente DE TUDO, que desistiu da ideia, a oferecendo para um amigo, que imediatamente ficou com o exemplar. 

         Na nota fiscal de venda da VW, consta a informação de que se trata de uma “Kombi Conversível utilizada para transportar visitas”, mostrando qual era a utilidade da Kombi dentro da planta Anchieta e dando o seu batismo oficial. Ela foi vendida no dia 10/04/2001 e saiu das dependências da VW no dia 17/04/2001, transportada de guincho por outro VW, desta vez um Caminhão modelo 8.150. Nessa nota fiscal, não consta o ano de fabricação da Kombi, pois ela não tem número de chassi! Isso mesmo, ela não teve o número de chassi marcado em sua carroceria, o espaço destinado a numeração está em “branco”.

Nota Fiscal Kombi Conversível
A Nota Fiscal de venda da Volkswagen para o comprador

           Pois bem, em 2003 ou 2004, não lembro com exatidão o ano, tive a oportunidade de conhecer essa Kombi, o dono a levou em uma sucursal de uma grande seguradora, em SP, pois ele era corretor de seguros, e eu trabalhava nessa seguradora e tive a oportunidade de vê-la pela primeira vez. Posso dizer que foi um misto de estranheza e admiração, pois a cena de uma Kombi circulando somente com o para-brisa na linha de cintura pra cima, é algo meio que surreal. Aí eu soube da história dela e qual era a sua utilidade e tudo ficou claro, sem contar que a Kombi era extremamente nova.

           Muitos anos se passaram, e agora em 2021, a Kombi apareceu em anúncios de classificadoS À venda. Pelas fotos, era possível constatar que seu estado continuava impecável. O amigo Fabio Henriques, do Barracão Collection, foi até o dono através do anúncio e arrematoU a Kombi. Ele me contou que tinha adquirido a Kombi e me convidou a participar do resgate dela na garagem onde ela estava guardada, o que claro aceitei rapidamente, afinal, seria a segunda vez que veria o modelo tão raro e inusitado e no espaço de pelo menos 17 anos depois de ter visto o modelo pela primeira vez.

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil

 A garagem onde a Kombi Conversível estava guardada, já sem a capa que a protegia.

         No dia 31/07/2021 as 9 horas da manhã, estávamos lá, em uma garagem na Zona Leste de SP, para resgatar a Kombi Conversível 2. A sua pintura na cor prata com a faixa superior e para-choques pintadas de azul permaneciam lá!  Ainda no escuro da garagem, fomos atrás dos indícios para descobrir qual o ano de fabricação dessa Kombi, pois como na nota fiscal, não tinha nenhuma referência a esse dado, fomos buscar nas características do carro. A primeira verificação foi o cinto de segurança que traz a data de fabricação da peça e que é muito próxima da data de manufatura do veículo, a data carimbada lá é 22/04/1988, o primeiro indício de que esta Kombi foi produzida em 1988.

Cinto Kombi Conversivel 1
Cinto Kombi Conversivel 2
A data gravada na etiqueta do cinto de segurança, 22 de abril de 1988

         Com base nesta data, buscamos outras referências: acendedor de cigarros instalado na parte inferior do painel, uma  característica das Kombi dos anos 80, pois nos anos 90, o acendedor de cigarros mudou de posição e foi colocado logo abaixo do espaço destinado ao rádio. Lanternas traseiras originais com a marca Arteb Hella também apontam para a fabricação nos anos 80, pois A marca Hella apareceu junto com a marca Arteb nas lanternas até o fim dos anos 80, sendo que depois, somente vem gravado “Arteb” nas lentes. Os bancos e todas as laterais da Kombi, são revestidas com o tecido do Santana GLS 1988, o que também correspondem com a data do cinto. outro detalhe é a ponteira de escapamento saindo para o lado esquerdo na traseira, mudança que foi introduzida na linha kombi em 1988 e permaneceu assim até 1991.      

Kombi Conversivel
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Acendedor de cigarros na parte inferior do painel, ao lado do cinzeiro, tecidos dos bancos do Santana GLS 1988, tudo remetendo ao que era produzido naquele ano!
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Lanterna traseira com o pisca âmbar, original com o logo VW e com a inscrição "Arteb Hella"
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Ponteira do escapamento do lado esquerdo, modificação introduzida na Linha Kombi 1988

          Por fim, a Kombi Conversível ostenta a plaqueta de carroceria, a amarela com código de barras, implantada em 1988 nos veículos fabricados na planta anchieta, que era o local de produção das Kombis, e nela o número é 0211540140 (021 a cor original Branco Paina, (programada na linha de produção para esta carroceria, depois ela recebeu a tinta prata) 15 a semana de fabricação e 4 o dia da semana de fabricação, 0140 a sequência de fabricação do dia). Olhando o calendário de 1988, a semana 15 e o dia 4, apontam para a data da fabricação da carroceria sendo em 14 de Abril de 1988, ou seja, uma data muito próxima do cinto de segurança, o que confirma que o modelo é uma Kombi 1988.

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
A etiqueta da carroceria com código de barras, adotada na Planta Anchieta em 1988
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
O painel de instrumentos, volante e tudo mais, novo como se tivesse saído da fabrica naquele instante.

Após a descoberta do ano real da conversível, fomos fazer a Kombi funcionar:  Uma troca de bateria, combustível novo no tanque e algumas tentativas, o motor 1600 gasolina com dupla carburação e com somente 4862 km rodados, volta a funcionar de forma macia e solene, depois de mais de um ano parada sem que fosse ligada, e depois de alguns minutos de funcionamento, a marcha lenta estabilizou de forma como que tivesse sido ligada no dia anterior, sem problema algum!

Motor Kombi Conversivel
O motor 1600 arrefecido a ar e movido a gasolina, prestes a acordar de um sono de mais de 1 ano
Velocimetro Kombi Conversivel
Apenas 4862 km rodados em 33 anos!

         Após o funcionamento, tive a honra de dirigir a Kombi para fora da garagem, para que pudesse com sua carroceria aberta sem teto, encontrar o sol que raiava belo entre as árvores do local, na manhã fria, mas muito convidativo para uma volta de conversível.

         Com a luz do sol revelando todos os detalhes, pude observar atentamente todas suas características peculiares e especiais: o capricho no acabamento de bancos com o já citado tecido do Santana GLS, a ausência dos vidros das portas, que na parte superior foram devidamente fechadas com aço, em um acabamento perfeito, assim como o quadro do para-brisa, totalmente bem acabado, com todo o cuidado e esmero. A ausência das portas do salão, substituídas por uma singela corda azul de ótimo acabamento, simples, mas sofisticado ao mesmo tempo, e a parte da tampa traseira do porta malas, devidamente lacrada e com a ausência da maçaneta.

A Kombi Conversivel andando seus primeiros metros depois de mais de 1 ano parada.
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Bancos Kombi Conversivel 2
Acabamento impecável com os revestimentos internos usados no Santana GLS 1988
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
A corda azul que faz vez das portas do salão e a traseira com a parte que restou da tampa do porta malas, devidamente "lacrada" e sem a maçaneta.
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
A porta, com sua tapecaria impecável e com a parte superior fechada, notem que não há a manivela do vidro.

         Todos os seus detalhes são originais e novos: faróis, lanternas, piscas, manoplas de câmbio e freio de mão, volante, enfim, tudo novo e da época em que foi produzida. O motor ostenta em sua capela, o selo OK, com o número completo, como se tivesse acabado de sair da bancada de testes e instalado na Kombi, assim como os chicotes ainda etiquetados “VW” as polias de virabrequim e alternador amarelinhas e com o símbolo da montadora, estepe sem uso com o pneu da época, assim como todos os pneus instalados nela, todos originais. Até as borrachas que servem de base para o parafuso da placa traseira (que nunca foi instalada) são originais com logo VW...

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Uma sequência de fotos que mostram o quanto é nova e original essa Kombi, todas as peças originais como se tivessem acabado de sair da caixa para o uso pela primeira vez!

         Uma barra de inox, instalada logo atrás dos bancos dianteiros, na parede que divide a parte da frente para o salão da Kombi, permitia aos ocupantes do banco do meio um apoio na hora de entrar e sair do veículo e eventualmente se segurar em pé, em percursos de baixa velocidade dentro da fábrica. Com a ausência das portas centrais, foi instalado um apoio de braço com uma almofada com o tecido que seguia a forração interna.

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
A barra de inox permitia que os ocupantes do banco central tivessem um melhor apoio

         Acompanhando a documentação da Kombi, veio o livro de uso interno da VW “Controle de Veículos da Frota”, onde eram anotados todos os usos do veículo, abastecimentos e demais ocorrências, com a data de “abertura do livro” de 25/07/1988, o que sela em definitivo que esta Kombi Conversível foi fabricada em 1988.

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
A capa do livreto  "Controle de Veículos da Frota", onde consta a data inicial de uso de 25/07/88
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
A contra-capa e a primeira página, com as instruções gerais de uso do carro e a como deveriam ser
preenchidas as informações no livreto.

         O primeiro registro de uso, data de 18/08/1988 às 9:45 da manhã, com o Roteiro “Interno” e com o Motivo “Vizitas”. A Kombi tinha 20km rodados e voltou com 56 km , andando 36 km dentro da planta Anchieta!!!!

         O segundo registro data de 17/01/1989, com o mesmo motivo, a Visita interna, rodando mais 20 km, e assim se seguiu até o último registro anotado, datado de 02/09, sem especificar o ano, mas pelos registros de abastecimento, que constam em páginas mais para a frente do livreto, o ano era 1997, quando marcava 2250km em seu hodômetro.

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
As planilhas de visitação e de abastecimento, comprovantes do pouco uso da Kombi Conversível dentro da fábrica.

Todos estes detalhes enriquecem muito a história de uma das duas Kombis Conversíveis fabricadas pela Volkswagen do Brasil para seu uso interno, sendo que esta unidade 2, foi a única que foi vendida e que saiu do perímetro da fábrica e hoje, está em ótimas mãos, o amigo Fabio Henriques do Barracão Collection, a quem agradeço imensamente e que deu a honra de participar do resgate e dirigi-la depois de quase 20 anos do meu primeiro encontro com ela.

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
A chave e a plaqueta de identificação do modelo originais da Volkswagen e o chaveiro do Barracão Collection, conduzido pelo amigo Fabio Henriques, a quem agradecemos imensamente a oportunidade deste registro histórico!

mais algumas fotos desta raridade:

Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil
Kombi Conversivel Kombi Clube do Brasil